Campanhas de promoção de saúde são bem mais comuns hoje em dia. Afinal, a atitude que cada cidadão toma em relação ao próprio corpo pode afetar drasticamente a incidência e a mortalidade de uma doença. É o caso do Outubro Rosa, campanha de prevenção contra o câncer de mama.

Esta doença pode afetar qualquer pessoa, independentemente do sexo, mas é muito mais comum entre mulheres e, por isso, a maior parte da campanha é focada neste grupo. Nele, estão inclusas mulheres que abusam de álcool e fumo, tiveram alguma gravidez de risco, possuem outros diagnósticos em parentes de primeiro grau e estão acima dos 50 anos.

Durante esse mês, são feitas várias ações de conscientização da população, ressaltando a importância de se prevenir contra o câncer de mama. E, quanto mais informação um grupo possui, menores são os riscos, não acha? Continue a leitura para saber mais!

Como surgiu o Outubro Rosa?

O movimento apareceu pela primeira vez nos EUA, a partir de várias campanhas isoladas em diferentes cidades nos anos de 1990. À medida que a ideia ganhava força, outubro se consolidou como o mês nacional de prevenção do câncer de mama, sendo adotado por outros países ao longo dos anos.

O INCA (Instituto Nacional de Câncer) promove a campanha no Brasil desde 2010, proporcionando uma redução no índice de mortalidade da doença. Seu trabalho consiste em espalhar informação e engajar a população.

Quais são as orientações da campanha?

Foco na prevenção

Um dos fatores que contribui para a alta taxa de mortalidade de vários tipos de câncer é o diagnóstico demorado. Esta doença, como muitas outras, se torna mais difícil de combater à medida que cresce dentro do corpo, podendo gerar complicações ainda mais perigosas. Um diagnóstico precoce é a forma mais eficiente de controlar danos.

Uma das mensagens transmitidas durante o Outubro Rosa é que o câncer de mama é consideravelmente fácil de detectar em comparação a outros tipos. É estimado que aproximadamente 2/3 dos casos possam ser detectados pela própria paciente com o exame de toque — uma taxa consideravelmente alta.

Este exame, como o nome indica, consiste em apalpar os seios para detectar sinais de que algo está errado. A formação de caroços repentinos pode ser sinal de que a doença está em seus primeiros estágios. O toque deve ser adotado como um hábito cotidiano, durante o banho e a troca de roupa, por exemplo.

Um exame mais detalhado de mamografia sempre é necessário para confirmar, mas este pequeno alerta pode prevenir grandes problemas. Realizar um diagnóstico precoce permite uma taxa de sobrevivência superior a 85%.

Início imediato do tratamento

Além de falar sobre a detecção da doença pelo autoexame, o Outubro Rosa também lembra que o tratamento precisa ser realizado o quanto antes, para impedir que o câncer de mama progrida. Por lei, os procedimentos contra o câncer (incluindo o de mama) na rede pública de saúde devem ser iniciados em até 60 dias após a confirmação do diagnóstico.

O mesmo princípio é válido para quem possui um plano de saúde: é preciso acioná-lo o quanto antes. Caso a região do paciente não possua estrutura adequada para fazer o exame completo e o tratamento, deve-se buscar por outra unidade. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, mais rápida será a recuperação e menores serão os riscos de complicações.

Promoção de uma vida mais saudável

Como já mencionamos, a mulher que não tem hábitos saudáveis em seu dia a dia (como uma alimentação balanceada), pratica poucos exercícios, fuma e abusa de álcool possui risco maior de desenvolver a doença. Isso significa que boa parte dos casos pode ser prevenida a partir da adoção de novos costumes.

Por isso, o Outubro Rosa também é focado no desenvolvimento de uma vida mais saudável, com a mudança de hábitos alimentares e de consumo. Além de contribuir para a redução dos casos de câncer de mama, ele afeta o bem-estar geral da mulher, trabalha positivamente o seu emocional e previne outras doenças. No fim das contas, estas campanhas de saúde acabam beneficiando a população de várias maneiras.

Que direitos estão previstos na lei?

Além do início imediato do tratamento pelo SUS, que já mencionamos, há outras leis que dizem respeito ao câncer de mama. Entender estes direitos pode te ajudar a reivindicá-los e a se prevenir mais rapidamente. Pensando nisso, trouxemos os dois que mais se destacam:

1. Sem demissão durante o tratamento

Por ser uma doença de alto risco e tratamento complexo, o câncer pode deixar o paciente incapacitado para o trabalho por algum tempo. Como resultado, algumas empresas podem desligar funcionários que estejam nessa situação. Porém, isso fere diretamente seus direitos, cabendo intervenção da lei.

Enquanto estiver de licença médica para tratamento do câncer de mama, a pessoa terá seu cargo de trabalho com carteira assinada sob proteção até que a recuperação seja concluída e o médico responsável dê o aval necessário para que possa retornar às suas atividades.

Isso significa também que ela continuará recebendo seu pagamento pelos próximos 15 dias em que estiver afastada por razões de saúde. Caso uma empresa viole essa lei, estará sujeita a penas como multa e indenização à parte lesada.

2. Auxílio saúde para portadores

A partir do 16º dia de licença médica, o paciente pode buscar o INSS para receber seu auxílio-saúde durante o tratamento. Em condições normais, esse direito é concedido a profissionais que contribuíram por pelo menos 12 meses com a Previdência Social, mas o período de carência é suspenso em algumas condições.

Uma delas ocorre quando a pessoa é portadora de algum tipo de câncer. O valor recebido pode variar, mas está previsto como 91% do salário benefício oferecido pela previdência. Por ser direcionado ao tratamento de uma doença grave, o auxílio-saúde é isento de Imposto de Renda (IR).

Agora que você sabe um pouco mais sobre a campanha do Outubro Rosa, já deve entender a importância dela para a prevenção do câncer de mama. Acha que mais pessoas poderiam aproveitar essas informações? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude a levar informação para seus amigos!

Share This