Diferentes grupos podem se formar de diferentes maneiras, de acordo com seus objetivos e para prover serviços de saúde. Legalmente falando, eles podem se unir sob uma determinada alcunha, como a de uma associação, cooperativa e plano de saúde. Mas você entende a diferença entre os três?

Apesar de serem um pouco parecidos, há diferenças bem profundas na forma como cada uma dessas organizações funciona. Há várias particularidades que devem ser levadas em consideração, especialmente quando você pretende escolher qual será seu provedor para serviços de saúde. Dependendo do seu contexto, certas opções podem ser mais vantajosas.

Para explicar melhor o tema, trouxemos aqui uma explicação breve das principais características da associação, cooperativa e plano de saúde. Acompanhe:

Plano de saúde

Dos três, esse deve soar mais familiar para você. Um plano de saúde é um serviço provido por empresas privadas que estão associadas a grupos médicos e hospitalares.

O cliente paga um valor mensal para a provedora do seguro e, após um período de carência, ele pode utilizar um conjunto específico de serviços de saúde em hospitais, clínicas e consultórios vinculados àquela empresa.

A principal característica do plano de saúde é que ele é um serviço individual. Não há necessidade de consultar qualquer pessoa ou obter autorização externa. Basta entrar em contato com a empresa e solicitar um plano que atenda às suas necessidades específicas.

O valor da mensalidade varia de acordo com vários fatores, como o número de serviços cobertos e o nível de risco envolvido. Idosos ou portadores de doenças crônicas, por exemplo, têm risco maior — ou seja, planos de saúde mais caros.

Associação

Uma associação, a grosso modo, é um grupo de ao menos duas pessoas que atua com o objetivo de proporcionar algum benefício à coletividade.

Associações geralmente são voltadas para ações de caridade, como alimentação de pessoas sem teto, promoção de eventos culturais etc. A sua grande característica, entretanto, é não ser voltada para fins lucrativos. Mesmo que uma associação tenha formas de renda, sua finalidade não é acumular capital.

Uma associação de saúde, portanto, seria um grupo que busca fornecer estes serviços à população de graça ou a preços reduzidos. Uma empresa pode, por exemplo, formar uma associação para comprar diversos planos de saúde, conseguindo um desconto para seus colaboradores.

Cooperativa

Indo além da associação, pode ser que um grupo se reúna com o propósito de trabalhar e obter lucro com suas atividades. Havendo ao menos 20 pessoas, eles podem ser considerados uma Cooperativa. Junto com esta classificação, o grupo também passa a ter capital social, adquirindo acesso a mais linhas de crédito.

Comparando associação, cooperativa e plano de saúde, já é possível notar que esta é uma classificação mais profissional. Um grupo de empresas de saúde pode, por exemplo, se unir em uma cooperativa e compartilhar seus clientes sob um mesmo contrato.

Agora você já entende melhor a diferença entre associação, cooperativa e plano de saúde. Se você acha que este conteúdo pode esclarecer as dúvidas de outras pessoas, compartilhe em suas redes sociais e ajude seus contatos a entender melhor a diferença!

Share This