Muitas pessoas têm se perguntado como ser um corretor de seguros. Seja pelo momento de crise e as inseguranças que isso suscita, seja pelo simples desejo de autonomia, essa profissão tem sido uma das que mais cresce no Brasil.

A possibilidade de regular os próprios horários, dinâmica de trabalho e buscar os próprios lucros, bem como a liberdade de não estar enclausurado em um escritório todos os dias, são os principais atrativos da profissão.

Se você tem considerado a possibilidade de entrar para o ramo da corretagem, confira as dicas que vamos dar a seguir.

Os requisitos básicos da profissão

Para atuar como corretor de seguros, a pessoa deve ter idade mínima de 18 anos, ensino médio completo e estar habilitada junto a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Para isso, é necessário fazer o curso de nove meses ofertado pela Escola Nacional de Seguros.

O corretor pode trabalhar para uma única seguradora ou atuar em uma corretora de seguros, onde tem acesso a planos diversos que são as apólices que o cliente adquire após ao contratar esses serviços.

Na maioria das vezes, o profissional trabalha sem uma renda fixa, sendo pressionado a conciliar volume de vendas e qualidade. Porém, a margem de ganhos pode ser grande e recompensadora se o profissional estiver no lugar certo e trabalhando da maneira correta.

O perfil do corretor de seguros

Existem algumas características pessoais que são determinantes para o bom corretor de seguros. A profissão vai além do propósito comercial de vender seguros, pois, se não desenvolver um bom relacionamento de longo prazo com o cliente, dificilmente crescerá nesse ramo.

Abaixo, listamos as principais características que precisa ter ou desenvolver para se dar bem na profissão. Confira:

  • Boa comunicação: seja assertivo e empático com os clientes.
  • Tino comercial: saiba abordar, ofertar o melhor produto e vender.
  • Confiança e credibilidade: lembre-se da relação de longo prazo que precisará desenvolver com o cliente.
  • Proatividade: apólices não caem do céu, arregace as mangas.
  • Sabedoria para lidar com o imprevisto: você será procurado para resolver problemas e urgências de outras pessoas, saiba lidar com isso.

Como ser um corretor de seguros de sucesso

Em meio a tantas oportunidades, mas também tanta pressão, é importante saber se organizar e criar as melhores estratégias para sair na frente.

Conforme dissemos no início deste artigo, a profissão tem crescido bastante no Brasil, com muitas pessoas topando esse desafio de trabalhar com corretagem. Por isso, você não pode se dar ao luxo de ser só mais um em meio a concorrência.

Existem algumas ferramentas e medidas que você pode tomar para melhorar seu desempenho nessa área. Por exemplo:

  • Tenha um CRM, ferramenta essencial de gestão de clientes.
  • Utilize um sistema de cotação de seguros, assim ficará mais fácil encontrar e ofertar os melhores serviços ao cliente sem chateá-lo com demoras.
  • Tenha presença nas redes sociais, invista em marketing digital.
  • Identifique o que a concorrência não faz e ofereça você a solução inovadora que o seu cliente precisa.

Esses são apenas alguns passos primordiais para se organizar e se diferenciar no mercado. Existem muitas outras estratégias que você pode usar para se destacar no ramo da corretagem.

Se você quer saber mais como ser um corretor de seguros e começar a obter ganhos com essa profissão, não deixe de entrar em contato conosco. Temos soluções diversas para quem busca inserção e crescimento nessa área. Nos procure agora mesmo!

Share This