Os desafios do corretor de seguros no mundo atual não são poucos. Existe a concorrência do mal profissional, as seguradoras que nem sempre se mostram parceiras, os clientes se tornam mais difíceis e exigentes, a competição por preços pode ser desleal etc.

Você é um profissional que já está no mercado, vendendo soluções para proteger patrimônios e a vida das pessoas. Então nada mais justo do que também se proteger, não é mesmo?

Para isso, vamos falar sobre 4 grandes desafios enfrentados no dia a dia da profissão. Ficar atento a eles é fundamental para ter sucesso! Vamos lá?

1. Estar confortável com os produtos comercializados é um dos maiores desafios do corretor de seguros

Atualmente, sabemos que há no mercado vários tipos de seguro. Desde os mais tradicionais, como patrimonial e saúde, até aqueles menos conhecidos, como os rurais e financeiros.

Só você saberá informar a opção ideal para o cliente. Ele (a) é um médico (a) que precisa assegurar as próprias mãos? Ou um pai de família que deseja garantir um bom seguro de saúde e dos seus bens?

Portanto, estude detalhadamente cada produto que pretende vender, a fim de ter maior controle sobre os itens comercializados e conseguir resolver os seus próximos desafios.

2. Conhecer o perfil do seu cliente

Cada pessoa tem uma necessidade específica e isso implica em diferentes tipos de serviço para cada uma. Por exemplo, um corretor de seguros com mais de 20 anos de experiência sabe que com menos de 30 perguntas não conseguirá informações suficientes para montar o seguro automotivo de um cliente.

É muito importante conhecer o perfil da pessoa, ou mesmo da empresa, que busca essa proteção. Não só para vender o melhor seguro, mas para prever os possíveis problemas no pós-venda.

Os consumidores têm se tornado cada vez mais exigentes, já que informações sobre qualquer assunto são acessadas à distância de um clique. Use isso a seu favor. Pesquise sobre o seu cliente na Internet e redes sociais. Entenda o estilo de vida, gostos e necessidades dele.

Conhecendo um pouco o perfil do seu público, é possível enfrentar mais um desafio que persegue muitos corretores.

3. Customizar o atendimento

Muitas vezes, uma única família pode ter diversos seguros diferentes, contratados com distintos corretores. Isso não é só prejudicial para o cliente, mas também muito inconveniente.

Se você chegou até aqui, já está ciente dos desafios anteriores. E é a união dos 2 que dará total controle para você oferecer um plano de seguro bem planejado, equilibrado e customizado.

Ao saber o que você pode oferecer e quem solicita esse tipo de serviço, fica muito fácil entender que um seguro de vida basta para um cliente, mas que outra pessoa pode precisar também de um seguro de saúde e habitacional.

Fuja do lugar-comum de oferecer um único pacote para perfis genéricos. Monte planos personalizados, pois isso fará com que o cliente perceba que você realmente pensou e entendeu a necessidade dele.

4. Ter jogo de cintura

Durante uma crise, há aquele que chora e há aquele que vende lenços. Passamos por um momento econômico e político muito delicado, mas isso não significa vender menos — muito pelo contrário.

Com a grande competitividade do mercado de seguros, é preciso estar sempre atualizado e atento às notícias. Use o conhecimento para se apresentar de forma mais criativa ao seu cliente.

Soluções criativas — que demonstram jogo de cintura — vão desde um e-mail com orçamento pensando de forma diferente até o parcelamento maior no pagamento de um produto.

Entenda não só o mercado, mas também o momento de vida dos consumidores para criar o seu diferencial — e nunca se acomode!

5. Contextualizar acerca das necessidades do mercado

corretor de seguros precisa manter-se atualizado sobre as necessidades de seu tempo. É importante lembrar que vender seguros hoje é bem diferente de vender seguros há 20 anos. É preciso acompanhar as tendências dos clientes e do mercado.

Profissionais liberais que não contam com grande estrutura para conduzirem suas atividades precisam assegurar a continuidade de suas atividades, algo que está ligado às garantias de condições de saúde para isso e também à infraestrutura de trabalho.

Um fotógrafo, por exemplo, possui um investimento alto em aparatos tecnológicos. Se um equipamento desses é perdido, não será apenas um dano material, mas também à memória dos clientes, finalidade máxima para o qual os serviços foram contratados.

No passado não havia a necessidade de investir na segurança de armazenamento de dados como a que temos hoje. Tanto no âmbito empresarial quanto pessoal, as pessoas têm cada vez mais necessidades de guardar informações em formato de foto, vídeo, áudios e outros tipos. Os corretores precisam estar atentos e preparados para atender às necessidades contemporâneas.

6. Construir uma rede de contatos

Um bom corretor sabe a importância de construir uma rede sólida de contatos ao longo da carreira. Essa rede que vai assegurar boas indicações e recomendações de clientes. Se uma pessoa teve uma boa experiência com o corretor, certamente vai indicá-lo para familiares e amigos.

Esse desafio é permanente, pois é preciso cultivar e manter essas redes sempre ativas. Envie mensagens de tempos em tempos falando dos novos produtos oferecidos, das boas condições de preço e prazo e das tendências do mercado. É muito importante mostrar para o cliente que você se mantém ativo na área.

7. Firmar parcerias relevantes

Um bom corretor não deve realizar seu trabalho de forma isolada, mas precisa saber buscar boas parcerias. Essa escolha pode fazer toda a diferença em sua estratégia de vendas.

Qualitek auxilia seus parceiros na oferta de assistência em saúde médica e odontológica, seguros de vida, viagem, patrimônio, eletrônicos, veículos e previdência, implementando ações de marketing e agregando as melhores opções em serviços administrativos que se adequam ao seu perfil de negócio.

8. Manter-se atento às novas tecnologias

Em tempos de internet rápida e das tecnologias móveis, o corretor de seguros deve se esforçar para usar essas tecnologias a seu favor. O WhatsApp, por exemplo, tem sido um canal importante para manter a comunicação com os clientes, prospectar, divulgar novos produtos e fechar vendas.

Entretanto, é importante conhecer as boas práticas de uso da ferramenta e utilizá-la com equilíbrio. Lembre-se de que a ferramenta deve ser usada a seu favor, e não o contrário. Portanto, tenha cuidado com as mensagens enviadas e com a frequência de envios.

Como você pôde ver, os desafios do corretor de seguros não são simples e alguns deles você pode resolver tendo uma corretora de confiança. Por isso, convidamos você a assinar a nossa newsletter para se manter informado sobre a área.

Share This